GASTOS COM A REFORMA DO MARACANÃ CHEGAM A MAIS DE UM BI

Maracanã entra maio em obras e com cratera no entorno

A obra do Maracanã foi concluída oficialmente no dia 27 de abril, mas a realidade contraria os dados oficiais, diz Vinicius Konchinski/UOL
Divulgação

O custo da reforma do Maracanã para a Copa do Mundo de 2014 atingiu neste mês a marca de R$ 1,12 bilhão. A cifra foi alcançada após o governo do Estado do Rio de Janeiro assinar um aditivo de quase R$ 200 milhões no contrato para a adequação do estádio para o Mundial da Fifa.

O extrato do aditivo foi publicado nesta segunda-feira no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro embora tenha sido assinado no dia 3, de acordo com a Secretaria Estadual de Obras, ele eleva para R$ 1,049 bilhão o orçamento da reforma principal do estádio, tocada pelo Consórcio Maracanã Rio 2014 (formado pela Odebrecht e Andrade Gutierrez).

Juntando esse valor com o custo das obras intramuros em execução, com o contrato de gerenciamento da reforma e com as correções monetárias já pagas às construtoras, o custo da reforma do Maracanã bate os R$ 1,12 bilhão (vide abaixo).

Com esse valor, o estádio é oficialmente o mais caro da Copa do Mundo. O posto era até então do Estádio Nacional de Brasília que, na conta do governo federal, custará R$ 1,015 bilhão.  O UOL Esporte já apurou, entretanto, que a reconstrução do Mané Garrincha já bateu os R$ 1,2 bilhão apesar desse montante ainda não ter sido incluído na Matriz de Responsabilidades da Copa, documento que lista as obras em curso para o Mundial.

Aumentos

Inicialmente, a reforma do Maracanã para a Copa custaria R$ 600 milhões. Essa foi a estimativa de custo divulgada pelo governo do Estado do Rio de Janeiro ainda em 2010, quando decidiu-se novamente remodelar o estádio, três anos após a conclusão da reforma para os Jogos Pan-Americanos de 2007.

Quando a reforma começou, em setembro de 2010, seu custo já estava estimado em R$ 705 milhões. Naquela época, porém,  não estava prevista a reconstrução da cobertura do estádio. O prazo de entrega também era dezembro de 2012.

O tempo passou e o custo subiu. O governo chegou à conclusão que a demolição da cobertura era necessária. Com isso, o custo da reforma chegou a R$ 859 milhões. Neste mês, esse valor foi reajustado e o orçamento geral atingiu os R$ 1,049 bilhão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s