CRÔNICA

Dom Pedro Conti

Dom Pedro Conti

SUA MÃO É MAIOR

A cantina da vila vendia de tudo. Uma senhora foi fazer a feira e levou junto o seu filho. O menino ficou bem quieto, não mexeu em nada. Para premiá-lo o dono da venda quis oferecer-lhe algumas balinhas. Apresentou à criança uma caixa cheia de balas e lhe disse:

– Pode pegar, você merece.

A criança, bem educada, pegou somente uma balinha. Então o dono insistiu:

– Pode pegar mais, pegue tudo o que consegue com a sua mão.

A criança olhou bem no rosto do homem e, sorrindo, disse:

– Por favor, pegue o senhor para mim.

– Por quê ? – perguntou o dono da venda.

– Porque a sua mão é maior! – respondeu a criança.

Neste domingo, Jesus nos fala da mão dele e da mão do Pai. Não são, porém, mãos tão diferentes, porque o Filho e o Pai são uma coisa só. Podemos falar, então, das “mãos de Deus”.  Ninguém pode arrancar ou arrebatar as ovelhas destas mãos. Tudo começa com a escuta da voz do Pastor; este, por sua vez, conhece as ovelhas e estas o seguem sem medo. Assim elas não se perdem e têm a vida assegurada, uma vida tão plena que não terá fim.

Muitas vezes cantamos a música: “Segura na mão de Deus e vai”. No entanto devemos nos perguntar se depois, na prática da vida, isso é verdade ou se estas palavras somente servem nas horas difíceis ou quando morremos. Vale a pena nos perguntarmos se durante o resto da nossa vida, sentimo-nos acolhidos e embalados pelas mãos amorosas do Pai e do Filho.

Estamos falando, afinal, do nosso relacionamento com Deus: podemos nos sentir amados, protegidos, em segurança, ou num conflito por disputa de espaços, ideias e valores. Se me sinto amado por Deus deveria aceitar com alegria as suas palavras, os seus conselhos, percorrer os caminhos que Ele abre à minha frente. Não discuto, não reclamo, creio e confio. Como a criança que segurando a mão do pai, para de cair e aprende a caminhar.

As mãos de Deus vão também me modelando como as mãos do oleiro que faz e refaz o vaso até ficar bom (cf.Is 64,7). Busco fazer a minha parte quando entendo que Deus respeita a minha liberdade e cabe a mim escolher o rumo da minha vida. Difícil é imaginar alguém que não queira passar deste mundo para outro sem “segurar” na mão de Deus. A questão é segurar esta mão no dia a dia de nossa vida, quando tomamos as decisões segundo critérios e valores muitas vezes contrários ao projeto de Deus. Para conhecer este projeto de amor, precisamos prestar mais atenção à sua palavra. Palavra que deve ser praticada para formar o alicerce seguro de uma vida inabalável porque construída sobre a rocha.

Jesus simplesmente nos pede para confiar nele. Não vai nos abandonar, não vai nos entregar nas mãos do lobo. Pastores humanos, às vezes, aproveitam das ovelhas; se assemelham mais com os lobos e com os mercenários que com aquele que se entregou totalmente ao rebanho. Precisamos de bons pastores, dedicados e íntegros, despojados e pobres, sem ambições de grandeza pessoal a não ser aquela do próprio Bom Pastor: não perder nenhuma das ovelhas que lhes foram entregue.

Neste domingo, rezamos pelas vocações sacerdotais, religiosas e missionárias. Mas rezamos, também, para que todo batizado seja um sinal da mão estendida e carinhosa do Pai. Uma mão grande capaz de acolher todos os que nele confiarem. De maneira especial os desamparados, os abandonados, os pequenos esquecidos.

Se Jesus, o Bom Pastor, foi atrás da única ovelha perdida, todo batizado deve zelar mais por aqueles dos quais é responsável: a sua família, os vizinhos, os amigos e até os inimigos. Se acharmos não ter capacidade ou forças para isso, peçamos ajuda ao próprio Deus. A mão dEle continua grande, segura melhor, cabe mais.

*Dom Pedro Conti é Bispo Prelado de Macapá

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s