MPF VAI INVESTIGAR GASTOS DA VIAGEM DE DILMA À ROMA

DilmaDE SÃO PAULO

O Ministério Público Federal instaurou, nesta terça-feira, um inquérito civil para investigar o custo da viagem e o tamanho da comitiva presidencial que viajou a Roma, para missa inaugural do pontificado do papa Francisco.

De acordo com o documento, o inquérito pretende apurar “eventuais irregularidades, em especial aos gastos e ao número de integrantes da comitiva”.

Segundo matéria publicada no site da Folha no último dia 20, a comitiva da presidente ocupou 52 quartos de hotel –sendo 30 no hotel Westin Excelsior, na Via Veneto, um dos endereços mais sofisticados de Roma– e usou 17 veículos.

O documento afirma que o aluguel de 52 quartos “ainda que por comitiva presidencial configura, ao menos em tese, extravagância e constitui indícios de irregularidades envolvendo gastos desmedidos”.

O despacho, que foi encaminhado à Secretaria-Geral da Presidência da República pede que sejam esclarecidas as presenças de cada integrante e a função que cada um deles desempenhou na comitiva, “para apurar se não viajaram por mero deleite e turismo”.

Também deverão ser informados ao Ministério o custo final da viagem, incluindo despesas com hotel, alimentação e transporte, qual foi o número de quartos de hotel e veículos locados e quais os critérios para a escolha das locações.

PRESIDÊNCIA

Na dia 21, a Presidência da República disse à Folha que a viagem de Dilma Rousseff à Itália envolveu o aluguel de 51 quartos de hotel. Apenas com hospedagem, o governo federal gastou 125,99 mil euros, ou o equivalente à R$ 324 mil.

Para a Presidência nem os gastos nem a estrutura mobilizada fogem da rotina de viagens internacionais de Dilma.

“As questões logísticas da visita presidencial a Roma realizada entre 16 e 20 de março corrente não representam qualquer inovação em relação às visitas internacionais anteriores dos presidentes da República Federativa do Brasil”, informou a Secretaria de Imprensa da Presidência.

Apesar de não ter informado o número exato da comitiva, a Presidência esclareceu que a composição foi “padrão”, com profissionais de segurança, comunicação, cerimonial, apoio à imprensa, saúde, interpretação e tripulação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s