PAPA DIZ QUE BRASILEIRO O INSPIROU NA ESCOLHA DO NOME

papa13bO papa Francisco afirmou neste sábado (16), em pronunciamento para 5.000 jornalistas, que escolheu o nome de São Francisco de Assis após ser lembrado pelo arcebispo emérito de São Paulo, dom Cláudio Hummes, que estava a seu lado no momento da eleição, de que era preciso se lembrar dos pobres.

SÃO FRANCISCO DE ASSIS

São Francisco de Assis (1182-1226) é o padroeiro dos humildes e um dos santos mais populares da Igreja Católica –provavelmente também é o melhor recebido entre os não-católicos ou não-cristãos.

Era filho de uma família de comerciantes ricos da Úmbria (centro da Itália), mas que decidiu de um dia para o outro “casar-se com a Senhora Pobreza”, dedicar-se à pregação e ganhar seu pão com o trabalho manual ou esmolas. Desde então, é vinculado à paz e a um estilo de vida simples, de renúncia a privilégios terrestres. Foi o fundador da ordem dos sacerdotes e religiosos franciscanos, que administra escolas, hospitais e organizações de caridade ao redor do mundo.

“Quando os votos chegaram a dois terços, aconteceu o aplauso esperado, pois afinal eu havia sido eleito papa. E ele me abraçou, me beijou e disse: “não se esqueça dos pobres”. Eu lembrei imediatamente de Francisco de Assis”, contou, saindo do script para contar a história da escolha de seu nome.

Segundo o papa, seu desejo seria “uma igreja pobre, para os pobres”. “O nome apareceu no meu coração. Para mim, o homem da pobreza, o homem da paz, o homem que ama e protege a criatura.”

O papa comentou ainda que considera dom Cláudio Hummes um “grande amigo”. “Quando a coisa começou a ficar um pouco perigosa, ele começou a me tranquilizar”, contou.

Francisco ainda ressaltou o que para ele é a figura central da Igreja Católica: Jesus Cristo. “Cristo é o pastor da igreja, mas sua presença na histórica passa pela liberdade dos homens. Cristo está no centro, não o sucessor de Pedro. Sem ele, Pedro e a Igreja não existiriam. Em tudo que aconteceu, o protagonista é, em última instância, o Espírito Santo”, afirmou.

Após o pronunciamento e cumprimentos, o papa voltou ao microfone e abençoou os presentes, em espanhol: “Quero dar minha benção respeitando a consciência de cada um, mas sabendo que cada um de vocês é filho de Deus”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s