TARSO GENRO USA ARTIFÍCIO LEGAL PARA ‘DRIBLAR’ PORTAL DA TRANSPARÊNCIA

PORTO ALEGRE — Por meio de um artifício legal, o governo do Rio Grande do Sul ocultou do Portal Transparência, que deveria dar acesso aos dados administrativos e financeiros da administração pública a qualquer contribuinte, despesas referentes ao gabinete do governador de R$ 303.257,00 em 2012. O gasto é quase três vezes maior que o promovido no exercício de 2011, quando o gabinete de Tarso Genro informou despesas de R$ 116.068,80.

Os lançamentos são referentes, principalmente, a hospedagens e alimentação em viagens nacionais e internacionais. Há também despesas menores com aluguel de carros, de salas para conferências e de tradutores. O governador recebe diárias apenas quando viaja a convite de algum órgão oficial. As despesas de viagens do gabinete do governador em 2012 foram superiores a todas as diárias gastas no ano pela maioria das autarquias estaduais, como a Fundação de Ciência e Tecnologia, que lançou diárias totais de R$ 245.881,27 no ano passado, e da Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária, que informou gastos de R$ 215.149,70 com as viagens de servidores.Segundo a chefia de gabinete do governador, o aumento nas despesas se refere à agenda de compromissos internacionais de Tarso no ano passado. Em 2011, o governador teve apenas uma missão no exterior, para a Coreia do Sul; em 2012, foram duas missões oficiais, para Inglaterra e Cuba, e mais viagens à Argentina e outra vez a Cuba (em férias).

Nessas despesas também não estão computadas as diárias recebidas pelo governador nos roteiros pela Alemanha, em março, e por Paris, em dezembro, a convite da presidente Dilma Rousseff. Nas duas viagens, as diárias de Tarso Genro somaram R$ 4.007,60.

Chefe de gabinete de Tarso Genro, Ricardo Zamora disse que a falta de transparência ocorreu por questões de segurança. Ele afirmou que as viagens do governador, especialmente internacionais, são importantes para as políticas de desenvolvimento do Rio Grande do Sul.

— Considerando a importância estratégica desses roteiros, não consideramos alto o valor. Mas a expectativa é que os gastos diminuam este ano, porque a agenda prevê apenas uma missão internacional para a China, provavelmente no meio do ano — disse Zamora.

Para tornar as despesas mais transparentes, o Executivo estuda o uso de cartões corporativos que seriam utilizados pelos ajudantes de ordem para ordenar as despesas do governador, do vice-governador e da primeira-dama.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s