SINDICATO DOS MÉDICOS, CRM E SESAS REUNEM E ACABA A CRISE NA SAÚDE

O presidente do Sindicato dos Médicos do Amapá, Fernando Nascimento e o presidente do Conselho Regional de Medicina (CRM), Dorimar Barbosa, foram recebidos nesta quinta-feira, 3, pelo secretário de Estado da Saúde, Lineu Facundes, para discutirem questões de interesses comuns visando à melhoria do atendimento de saúde aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Durante a reunião foram levantados diversos assuntos, entre eles a questão do cumprimento efetivo dos plantões médicos, hoje amparado por lei estadual, carga horária de trabalho, punição de médicos, melhores condições de trabalho, aquisição de equipamentos hospitalares e melhoria do piso salarial da categoria.

O presidente do Sindicato dos Médicos do Amapá avaliou positivo o encontro com os gestores da Sesa. Para ele, a iniciativa da Secretaria de Saúde em chamar os médicos para o diálogo foi fundamental para o avanço das discussões em prol de melhorias tanto para a categoria quanto para a administração pública.

O médico Fernando Nascimento, que representa aproximadamente 674 médicos no Amapá, afirmou categoricamente que jamais o Sindicato dos Médicos do Amapá irá compactuar com a postura de uma minoria de médicos, que, segundo levantamento da própria Sesa, vinham ganhando plantões e sobreavisos de R$ 1 mil e R$ 500,00, respectivamente sem trabalhar. O presidente do Sindicato dos Médicos pediu ao secretário Lineu Facundes que antes da Sesa tomar qualquer medida administrativa para corrigir eventuais distorções envolvendo médicos que o sindicato fosse avisado.

Lineu Facundes também considerou a reunião produtiva. Para ele, o diálogo é o melhor caminho. Lineu aproveitou para esclarecer que toda e qualquer medida tomada pela Sesa que resulte em punição de médicos ou de qualquer outro servidor da saúde é para que possa prevalecer o interesse ao usuário do SUS. O secretário reforçou que é compromisso do governador Camilo Capiberibe e total interesse afinar cada vez mais esse canal de diálogo com as categorias trabalhadoras, inclusive com os médicos.

O secretário citou que a orientação do próprio governador Camilo Capiberibe é que tanto os avanços quanto os desafios existentes na saúde estadual sejam acompanhados, fiscalizados e discutidos permanentemente com as categorias sindicais da saúde com o objetivo de melhorar a oferta dos serviços e reduzir o déficit social e de saúde que o Estado acumulou com a população, ao longo de oito anos da gestão passada.

O secretário aproveitou o encontro para anunciar que o Estado investiu recentemente cerca de R$ 4, 2 milhões em compras de equipamentos para os centros cirúrgicos e UTIs dos hospitais públicos, as obras de readequações imediatas dos hospitais da Criança e do Adolescente (HCA), da Mulher Mãe Luzia (HMML) e de Emergência (HE).

A reunião contou ainda com a presença dos secretários adjuntos da Sesa, Robério Monteiro e Maria Raimunda Madureira dos Santos. No encontro, ficou estabelecido a partir de agora um canal permanente de diálogo entre a Secretaria de Saúde e a categoria médica, que já tem outra reunião agendada com os gestores da saúde estadual para o próximo dia 5 de fevereiro, a partir das 16h.

Anúncios

2 Respostas para “SINDICATO DOS MÉDICOS, CRM E SESAS REUNEM E ACABA A CRISE NA SAÚDE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s