A VIRADA DE ANO E A POSSE FESTIVA DE CLÉCIO VIEIRA

Não há informação sobre qualquer incidente ou acidente durante a festa da virada de ano na orla de Macapá. O foguetório durou quinze minutos, conforme o  anunciado pela organização do evento; a balsa ficou a 90 metros da beira-rio e a 30 metros da cabeça do trapiche Eliezer Levy; a população vinda de toda parte da cidade se concentrou ao longo da orla que foi interditada no meio da tarde do dia 31. Dois shows foram realizados, um no anfiteatro da Fortaleza de São José de Macapá e outro no Largo do Coco, próximo a Praça Zagury. A Operação “Papai Noel Sem Violência”, que começou dia 19/12 e vai até o dia 5/1/13, garantiu a normalidade do evento com a presença de efetivos da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e da Policia Civil, cerca de 156 homens apoiados por 32 viaturas.

O povo, a religiosidade, a esperança na festa da posse de Clécio no centro Histórico de Macapá

A POSSE DE CLÉCIO E A ELEIÇÃO DE FAVACHO

Sem a presença de Roberto Goés, que não foi a sede da Câmara Muicipal para passar o cargo ao psolista, a posse de Clécio atrasou por conta da posse dos próprios vereadores e as marchas e contra-marchas que marcaram a eleição da nova mesa daquela casa de leis lotada por um público ansioso pelo fim da solenidade, já que lá fora iria começar a comemoração popular organizada pelos militantes do partido, em palco instalado na Avenida Mário Cruz, no centro histórico de Macapá, com participação de vários artistas da terra, com o reforço de Wanderley Andrade, de Belém do Pará..

A eleição da Mesa da Câmara de Vereadores apontou a vitória da única chapa registrada para o pleito, a chapa de oposição ao Prefeito Clécio Luis, que apoiava a candidatura do vereador Nelson Souza (PC do B), que não se inscreveu em tempo hábil; o prsidente eleito é o  vereador Acácio Favacho (PTB), q3855_diplomacaomacapa7ue obteve 13 votos. Assim que consumou-se a posse de Clécio (foto), começou com atraso de algumas horas a festa da Avenida Mário Cruz, aberta com o discurso do senador

Randolfe Rodrigues mostrando que a eleição de Clécio fora uma vitória da união de forças políticas com apoio do povo macapaense. O novo prefeito reconheceu que a tarefa não será fácil, mas ficará fácil se a classe política se unir em torno de Macapá, afirmando a obsessão por uma administração limpa, honesta, decidida a vencer as dificuldades deixadas por seus antecessores.

Até que a festa acabasse, já na manhã desta quarta-feira (2/01), rolou muito samba, muito batuque, muito marabaixo; rolou o talento dos cantores da terra saudando um novo tempo para Macapá, que ouviu enternecida o hino da cidade na voz da cantora Patricia Bastos, e não menos emocionada, a filha do poeta Alcy Araujo,  Alcinea, recitar um dos poemas do Poeta do Cais falando em liberdade, sofrimento, esperança e amor.

A Igreja de São José de Macapá (foto), monumento mais antigo da cidade foi toda iluminada para o evento marcado pela religiosidade do povo macapaense que foi ao antigo Largo de São Sebastião, onde a cidade começou, para saudar o novo prefeito e um punhado de promessas que a fé deseja ver cumpridas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s