IMPRESSÕES


 

 

Rupsilva

FAZENDO DE CONTA

Para dar a impressão de preocupação de verdade com os fatos que afetam a vida do Estado, Sarney, deputados estaduais e federais se reuniram, finalmente, na derradeira hora, para fazer de conta que estavam realizando um esforço heróico na tentativa de salvar a CEA do processo de federalização, fato consumado por força de decreto, apesar do esforço, esse sim, objetivo, tenaz do governo do Estado.

As imagens da reunião de Brasília, portanto,  cuidadosamente produzida pela ALAP para impressionar o público interno, foi feita com o objetivo de lograr a boa fé de incautos  e acabou reproduzindo exatamente uma imagem de bizarrice , de teatro do absurdo, do non sense.

Faltou imaginação e verossimilhança nas imagens transmitidas pela TV Câmara[?]. Uma vez que  deram uma impressão retro, de velhas madames em seu chá das cinco, na melhor tradição inglesa, reunidas para fofocar e falar de amenidades…

Não faltou sequer a pompa da liturgia do cargo como gosta de dizer o todo poderoso Sarney que teima em demonstrar a tal força que emprestaria ao Amapá caso fosse eleito como foi, que nunca aconteceu de verdade a favor do Estado que lhe deu três mandatos. Mas a face raivosa, prepotente estava lá, como se fosse suficiente para nos fazer borrar de medo.

Depois ali estava representada a fina flor da harmonia amapaense,  salada de partidos e políticos [da qual não faltou sequer o PT]  fazendo de conta que não fora apenas o governo de Camilo Capiberibe que se interessara pelo problema e pelas consequências previsíveis que nunca sensibilizaram os parlamentares que em Brasília produziram aquela chanchada.

Pensaram, e pensaram bem, quando o bicho começou a pegar, que era necessário deixar claro que o mérito de sair em defesa dos nossos interesses não era monopólio do atual governo, que incontáveis vezes foi ao Planalto buscar junto as autoridades do setor, inclusive a Presidente Dilma Housseff e Edson Lobão, afilhado de Sarney,  uma solução que preservasse o nosso maior patrimônio. 

Só chegamos a esse cenário dramático pela indiferença dessa gente, essa é a dura realidade. Descaso de Sarney, da harmonia, da ALAP, de Dalva, Milhomem e Lourival Freitas, personagens que estiveram no centro dos fatos e nada fizeram. E o que é mais grave, houve momentos que pareciam se jactar com o inferno astral de Camilo e seu governo sem considerar os danos do Estado. Bem no jeito que o chefe gosta.

Por esta razão, o que está sendo divulgado não passa de hipocrisia.  Nada, além disso. Todo mundo sabe tratar-se de um problema que já se arrastava há anos com a conivência deles, trupe de maus políticos e maus amapaenses que têm uma visão distorcida do papel do Estado.

Todos eles sabiam que o problema  iria estourar – como  desejado, nas mãos do atual governo. Ele que atravessara Dalva Figueiredo, WG e Pedro Paulo, dez anos pelo menos [herança do governo Barcelos], sem que esses políticos esboçassem qualquer reação concreta, objetiva, para impedir a derrocada da nossa principal estatal, talvez por ser feudo do PT [do velho PT] que sempre usou a empresa para eleger seus políticos, por isso intocável.

Como considerar sério aquele teatro do absurdo? Aquela patética e caricata audiência com Sarney, cuja encenação se prestava, tão somente, como disse, para enganar ignorantes e analfabetos políticos – que imaginam que somos,  pois a vaca há muito pasta no brejo.  Inez está morta faz tempo.

Por isso insisto em perguntar: afinal, qual o objetivo de verdade daquela reunião? Fora tudo o que já foi dito, vejo sinceramente duas razões. A primeira negar a luta solitária do governo para preservar o patrimônio CEA, o que eles, inclusive Sarney,  se empenharam para que não ocorresse. E mais: dar a impressão que o governo não fizera a coisa certa.

Em segundo, fica claro que essa comédia escondia a intenção de livrar Sarney de qualquer responsabilidade, ele tantas vezes solicitado a intervir e não fez, pois sempre foi seu  interesse desgastar o governo dos Capiberibe, como já ocorrera na liquidação do Banco do Amapá, lá pelos idos de 2000.

Essa gente, crescidinha, com suas barbas e bigodes, sabe que os 24 anos de senadoria dados ao soturno maranhense está perdido. Não tem volta. Eles sabem que o Amapá perdeu. Sem contar os de Henrique Almeida, Gilvan Borges etc. O Amapá para essa turma sempre foi plataforma para as suas ambições pessoais.

A perspectiva da saída de cena de Sarney, como disse que fará ao final do seu terceiro mandato, incomoda a harmonia que no fundo morre de medo da orfandade. Medo de ter que disputar  eleições limpas, sem compra de voto, medo do risco da falta de grana  para comprá-los e do fim da garantia de impunidade e poder para enfrentar as agruras da lei eleitoral e de todas as leis.

É preciso reanimar o chefe. O resto é pano de fundo.

————————————————————————————–

POUCAS & BOAS

PRENDA O CARA. Esta na hora de uma ação mais dura contra Gilvan Borges. Convenhamos, seu governo paralelo é um blefe, uma bazófia e só existe no seu imaginário doentio. É o palanque que lhe resta e de onde trabalha para subverter a ordem pública com suas acusações infundadas e promessas vãs. Sua trajetória política não o liga a gestos e ações construtivas em favor do Amapá que acolheu sua família. Muito pelo contrário. Ficou conhecido por manobras nada edificantes nas instituições públicas que ganhou de Lula e acabaram nas barras do judiciário. A joia da coroa é o crime de racismo cometido contra João Silva, dono desse espaço.

APERTE O CINTO, O PREFEITO SUMIU! É o que se comenta. Quanto ao quadro financeiro e orçamentário da Prefeitura as noticias são piores ainda. A desorganização impera e a papelada sumiu, algo impensável em termos de gestão pública. A equipe de transição é fictícia, segundo soube. Lamentável tanto desprezo, a se confirmar o quadro, demonstra de forma definitiva que a sociedade deve refletir melhor na hora do voto.

A REFORMA É SAUDÁVEL. O governo, por todos os méritos, tem feito das tripas coração para fazer uma gestão competente. E convenhamos, merece todos os elogios a considerar as condições que herdou a máquina administrativa. Agora não custa reconhecer que muita coisa poderia ter ganho celeridade se contasse com uma equipe mais dinâmica.Por isso a necessidade da reforma prometida nos diversos escalões do governo.Só não vale ficar para o inicio de 2013.

MARCHA DOS PREFEITOS. Vem aí mais uma batalha pela divisão dos recursos que o Estado disponibilizará para sanar seus inúmeros problemas e alavancar seu desenvolvimento. Refiro-me a votação na ALAP do Projeto de Lei Orçamentária que o Executiva encaminha ao legislativo que deve ser votada até o final do ano. Trata-se daquela guerra dos percentuais dos poderes que o governo e a sociedade sempre levam a pior.

Prefeitos poderão promover uma marcha em direção a ALAP para pressionar por uma divisão realista e justa do orçamento que leve em conta as verdadeiras necessidades dos poderes. Segundo me informaram Clécio Vieira [PSOL], Prefeito de Macapá,  estaria a frente da movimento. Com isso querem os Prefeitos garantir aporte de recursos ao Executivo e desse para suas obras e ações. Legal!

UM TROFEU PARA CATANHEDO. Vez por outra me contam peripécias do tal Catanhedo do JD. Mas essa é demais. Disse nesse domingo  que “ o que seria de nós [quem?] se não tivéssemos o ombro de Sarney para chorar nossas mágoas”. Não sei quanto custa a esse ficcionista para produzir tanta asneira. Na verdade cada dia minha tese se confirma: o Amapá é o pinico do Brasil.

QUAL É COMPANHEIRO? Ué, por que o sobrinho Karlecio Rogério acha que o povo deve ir para frente do Setentrião para cobrar sobre a federalização da CEA? Que tal contratar um médium para ouvir Barcelos? Ou perguntar a Dalva, Waldez e Pedro Paulo que não pagaram as parcelas do acordo celebrado por João Capiberibe com a Eletronorte, quando foi governador? Que tal uma campanha, marcha ou o que o  valha, em favor do Amapá pela distribuição justa do orçamento do governo? Que desviado de suas finalidades alimenta a mídia corrupta e a bandidagem que impedem nossa terra de se desenvolver? Ora, ora…

Por hoje é só.

 rupsilva_ap@hotmail.com.br

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s