CLÉCIO LUIS (PSOL) É O NOVO PREFEITO DE MACAPÁ

O socialista (PSOL-PCB-PRTB-PMN-PTC-PV) obteve 50,59% do total dos votos apurados – 101.261, contra 49,41% obtidos por Roberto Goés (PDT-PP-PMDB-PSL-PSC-PR-PSDC-PHS-PSD-PT do B), o equivalente a 98 mil 892 votos. A abstenção ficou em 18,73%, 46.301; 2.133 votos brancos (1,03%), 4.778 votos nulos (2,31%); compareceram para votar 207 mil e 64 eleitores somando 200.153 votos válidos (96,66%); cem por cento das secções foram totalizadas, 693; votos nominais 200.153 (100,00%) e votos de legenda 0 (0,00%). Logo após o resultado o candidato do PSOL, acompanhado do senador Randolfe Rodrigues, fez uma avaliação do pleito, agradecendo o povo de Macapá pela confiança nele depositada, agradecendo também  um a um os partidos coligados e a militância do PSB que foi à luta para ajudar a construir a vitória dos socialistas.

O senador Randolfe saudou o novo prefeito de Macapá, e elogiou a militância do partido, dizendo que vai trabalhar a união das forças progressistas para tirar Macapá do buraco em que se encontra; o senador João Capiberibe (PSB), a deputada federal Janete e o governador Camilo, que foram importantes para que o PSB deixasse a neutralidade e fosse às ruas para evitar a vitória de Roberto, reuniram a militância na sede do partido. O senador disse que Randolfe, Camilo e Clécio são três grandes esperanças do Amapá e que cabe a eles decidirem qual será o rumo do Estado nos próximos anos.

Assim que foi proclamado o resultado da eleição, uma grande carreata tomou conta do centro da cidade, concentrando-se na orla de Macapá. A festa entrou pela madrugada. O policiamento garantia a ordem e a segurança. As autoridades do TRE, do MPE, do MPF, da Policia Civil e da Policia Federal, foram alguns poucos incidentes, disseram que o segundo turno das eleições municipais deste ano transcorreu normalmente.

Assim que Clécio assumir o Palácio Laurindo Banha, em janeiro, o Estado e a sua capital, Macapá, serão governadas por administrações socialistas pela segunda vez na história do Amapá. O novo prefeito declarou ainda que o PSOL não será uma trincheira contra o Governo Federal, apesar de ser oposição ao Governo Dilma no plano nacional.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s