PEIXE DO MEU AQUÁRIO

No dia do Círio de Nazaré recebi a visita do Job Miranda e esposa; eles tinham acabado de acompanhar a Procissão e se reuniram fraternalmente comigo, o Rupsilva, Luis Alfredo Duarte de La-Rocque diante da casa da família, na General Gurjão 77.  Claro que rolou conversa sobre política, futebol  e a fé do povo amapaense em Nossa Senhora de Nazaré; daí é que o ilustre visitante provocou e eu tive que contar um pouco da história da família, inclusive que foi minha avó, dona Tereza Serra e Silva, que  cedera  à Igreja e a Intendência, na pessoa do Major Eliezer Levy, a única imagem da santa que havia na cidade, sem a qual não poderia ser realizada a primeira Procissão do Círio em Macapá, em 1934. Depois, com a explanação de Luis Alfredo La-Rocque, foi levado a conhecer parte do que restou das bases que sustentavam os potentes motores da antiga Usina de Força e Luz, bem ao lado de casa. “Foi uma viagem e tanta no tempo”, reconheceu Job Miranda, sempre gentil, amigo, disposto a conversar sobre coisas que interessam a um homem inteligente e ligado no seu tempo. O Job, 58 anos de idade, casado com a amiga Telma Lúcia,  é formado em sociologia pela Faculdade do Estado do Pará, graduado em pedagogia,  tem pós-graduação em metodologia do ensino superior, estreou neste sábado no meu blog, e é Peixe do Meu Aquário. Olha a gente aí batendo um papo cabeça no dia do Círio!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s