MAIS UMA DO IBOPE

Do Editor

Essas pesquisas são pra lá de malucas, e todo o Brasil sabe que por trás delas existe muita coisa sórdida, muita gente sórdida. Vejamos a pesquisa publicada pela TV Amapá, do IBOPE, segundo a emissora: a candidata do governo, Cristina Almeida, apesar do grande volume de campanha, aperece em 3º lugar, com 13% das intenções de votos, e  maior índice de rejeição, 49% dos 600 e poucos eleitores pesquisados.

Ora, a deputada estadual Cristina Almeida (PSB) já ocupou vários cargos públicos, é ficha limpa, nunca foi presa ou condenada por crime cometido contra a administração pública ou coisa que o valha.

A sociedade sabe também que nenhum secretário, nenhum colaborador do governo Camilo foi preso na Papuda; sabe  que o governo concluiu a Tancredo Neves e demais obras criminosamente abandonadas pelo grupo politico do ex-governador Waldez Goés, e iniciou outras importantes, como a Norte/Sul, a reforma do Estádio Zerão, a revitalização da Rodovia Duca Serra e JK, a construção de 5 mil moradias.

Sabe-se também que o governo não está sendo investigado pela PF, e trabalha dobrado para recuperar a credibilidade do Estado junto às autoridades federais e instituições importantes, como o BNDES…Afinal como pode uma administração com esse perfil transferir 49% de rejeição a sua candidata? Paciência, por que brincadeira tem hora!!

Por outro lado, quem fez o que fez, quem foi preso na Papuda, quem desviou recursos do Estado, quem está proibido pela Justiça de sair de casa depois das dez horas da noite, quem está sendo indiciado por fazer o desconto no contra cheque dos servidores sem repassá-lo ao Banco Itau (compra consignada), tem rejeição inferior a de Cristina, 33%,  e ainda lidera com folga a pesquisa de intenção de votos com 33%, caso de Roberto Goés (PDT), que é seguido de Clécio (PSOL) com 23% , e menor índice de rejeição, 9%.

Mas nem tudo é mentira na pesquisa do IBOPE: o crescimento do candidato Clécio (PSOL) é real tanto quanto o crescimento da candidata Cristina Almeida (PSB), este negado pelo papelucho do senhor Montenegro. O candidato Davi (DEM) também cresceu, mas não o suficiente pra ameaçar a candidata do governo. Certo é que a pesquisa teve a intenção de derrubar a candidata Cristina, deixou escapar uma ponta de preconceito.

Depois da divulgação dos numeros do IBOPE a militância PSB/PT prometeu reagir com força  à pesquisa encomendada por José Sarney.

“O IBOPE, na verdade, é uma mulher importante e muito cobiçada pelo poder, e só vai pra cama com cliente que paga bem”, disse um pessebista. Só isso pode justificar o que se percebe de estranho no filme que já assistimos em 2010, em que o trabalho, a honradez e a dignidade são ameaçados pela mentira, pela corrupção, pelo descompromisso e  inversão de valores.

O tempo, que é o senhor da razão, haverá de nos trazer a verdade daqui a duas semanas, se Deus quiser, sem esquecer que a eleição de Roberto Goés representaria uma afronta, um  retrocesso para o Amapá.

Anúncios

Uma resposta para “MAIS UMA DO IBOPE

  1. So Lembrando …

    Apesar da proibição,por parte da Justiça Eleitoral do Amapá, que tomou a decisão “inédita” de proibir a impensa de mencionar ROBERTO GOES, a propósito de matéria divulgada pelo correspondente do Estadão no MSN, dando conta de maus um escândalo na PMM, hoje circulou a materia lembrando ao eleitor Amapaense que a Prefeitura de Macapá retém dinheiro do empréstimo consignado

    O Ministério Público do Amapá abriu inquérito para investigar novo escândalo da prefeitura da Capital; o Ministério Público do Amapá abriu inquérito para investigar a retenção, pela administração municipal, de R$ 4,7 milhões descontados em folha dos servidores públicos que fizeram empréstimos consignados e que deveriam ter sido repassados ao Banco Itaú Unibanco, autor da reclamação que deu origem à nova investigação.

    O valor é o acumulado desde junho, mês em que o repasse parou de ser feito.

    O caso pode fazer do prefeito Roberto Góes (PDT) réu por improbidade administrativa. Góes promoveu a censura da matéria divulgada por este blog, relatando que faz campanha à reeleição em condições restritas por acordo judicial decorrente de sua prisão, em 2010, na Operação Mãos Limpas da Polícia Federal, que lhe custou 10 dias na penitenciária da Papuda, em Brasília.

    A prefeitura de Macapá também foi obrigada judicialmente a cancelar contrato da empresa Criativa Construções Ltda, de propriedade de um irmão do prefeito, por licitação viciada. Em outra concorrência, para ganhar uma obra, a empresa alterou seu contrato social – mas o fez após vencer a licitação, dois anos depois.

    Essa Criativa, do irmão de Góes, faz jus ao nome: fundada em fevereiro de 2008, com capital social de R$ 60 mil e dois sócios, já em 2009, tinha contratos de R$ 660 mil com a prefeitura do PDT.

    De 2009 a 2012, os contratos da Criativa nas secretarias de Educação e Saúde renderam mais de R$ 2 milhões. Só este ano já foram pagos ao irmão do prefeito o valor total recebido em todos os anos anteriores, o que mostra o avanço da empresa na estrutura municipal.

    O prefeito tem perseguido os órgãos de comunicação locais que divulgam esses e outros fatos apurados na sua gestão. Há relatos até de empresas jornalísticas fechadas por falsa denúncia de dívida fiscal.
    AGORA EU PERGUNTO !
    Será que vão tirar o MSN do ar? O Brasil inteiro esta acompanhando o que acontece em Macapá, especialmente as arbitrariedades para com o Jornalismo que tem o direito SAGRADO de Informar.
    Vamos pagar para ver ….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s