PROSSEGUE A PRIMEIRA ETAPA DO MUTIRÃO DE CIRURGIAS ORTOPÉDICAS

Desde o início das cirurgias ortopédicas, 32 pacientes foram operados e alguns já estão em suas casas se recuperando do procedimento cirúrgico.O secretário de Estado da Saúde, Lineu Facundes, viaja no próximo dia 20 de julho para Brasília, onde reunirá com o coordenador nacional do Into e técnicos do Ministério da Saúde (MS) para definir a segunda etapa do Mutirão de Cirurgias Ortopédicas.

“No segundo momento da ação, queremos atender os pacientes ambulatoriais e os indicados pelo Tratamento Fora de Domicílio (PTFD) e os da Central Nacional de Regulação da Alta Complexidade (CNRAC), que são aqueles em fila de espera e com cadastro que já está sendo atualizado”, explica Lineu Facundes.

Parcerias que beneficiam a todos

Em maio deste ano, o Governo do Amapá realizou a primeira ação de saúde que beneficiou mulheres vítimas de escalpelamento no Estado. Para a realização das cirurgias reparadoras a essas vítimas, o governador Camilo Capiberibe firmou parceria com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), onde 47 pessoas, que sofreram acidente por eixo de motor de embarcações, tiveram a chance de realizar uma cirurgia plástica e assim resgatar sua alta estima.

No último dia 10 deste mês, o governador reuniu-se com representantes da Universidade Federal de São Paulo para traçar planos para a realização do terceiro mutirão a ser realizado no Estado, o Mutirão de Cirurgia de Catarata. Além das cirurgias, a população terá acesso a novos equipamentos e procedimentos oftalmológicos no Amapá.

A parceria com a Universidade prevê, ainda, a compra de equipamentos cirúrgicos e ambulatoriais, além de insumos para consultas e cirurgias que serão incorporados ao patrimônio do Estado. O mutirão começa no segundo semestre deste ano.

Perigo em duas rodas

De acordo com dados, referente ao ano de 2011, divulgados pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), existe no Amapá 130.388 veículos cadastrados no sistema do órgão. Destes, 43.196 são motocicletas. Na capital, 105.706 veículos transitam pelas ruas da cidade, sendo 33.960 somente motos.

Os motociclistas são as vítimas mais atendidas no Hospital de Emergência. Um levantamento feito pela ortopedia do Amapá mostra que mais de 90% dos pacientes atendidos pela ação de cirurgias ortopédicas sofreram acidente de trânsito. Desses, 50% são decorrentes de acidentes envolvendo motocicletas, o que tem preocupado a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s