COM TIME OPERÁRIO CORINTHIANS GANHA TITULO INÉDITO

Depois de um 1º tempo em que Corinthians e Boca se dedicaram a reduzir espaço resultou que houve poucos chutes a gol e o placar ficou no zero a zero. Só no segundo tempo o Corinthians se mostrou mais resolvido e foi a frente, sem se descuidar de Riquelme, muito bem marcado. Aí aconteceu: Emerson Sheik, o herói da noite aproveitou um alcanhar meio desajeitado de Danilo, depois de bola alçada na área do adversário, pra fazer um a zero. O Boca já estava sem o goleiro Orion, que saira lesionado. Após o primeiro gol, não demorou muito para se constatar que a frieza argentina dera lugar ao nervosismo. Foi o suficiente pra surgir um erro na saida de bola, do que se aproveitou Emerson Sheik para fazer o segundo gol, deslocando o goleiro Barros, depois de uma arrancada que só acabou com o grito de gol da galera corinthiana. Assim, com um time operário, mas unido, forte mental e fisicamente, o Coringão chegou aonde alguns times de excelência técnica na história do clube não conseguiram chegar. O Astro argentino Riquelme foi novamente anulado e anunciou sua saída do Boca. Tite preferiu poupar o garoto Romarinho, o talismã do primeiro jogo, em Buenos Aires. A festa dos corinthianos foi na Arena Anhembi e sobrou gosação pra cima da “Porcada”, como é conhecida a torcida do Palmeiras.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s